Diagnóstico

Como sabemos se estamos infectados?

A identificação da bactéria no estômago pode ser realizada durante uma endoscopia ou por métodos não endoscópicos. Na endoscopia, ela é detectada por métodos indiretos (teste da urease) ou pela pesquisa da presença da bactéria no tecido (pesquisa histológica). Embora pouco utilizada (pelas dificuldades de sua realização) pode-se também buscar cultivar a bactéria em pequenos fragmentos obtidos por punção biópsia do estômago.

A presença de Helicobacter pylori no estômago pode também ser diagnosticada sem o auxílio da endoscopia. Um dos métodos mais importantes e utilizados é o teste respiratório com uréia marcada, que é realizado através da coleta do ar soprado pelo paciente em uma bolsa coletora, após ingerir um copo de suco de laranja misturado com uréia marcada com carbono-13, substância sem cheiro, sem gosto e inócua à saúde. Trata-se de teste extremamente eficaz para o diagnóstico da presença do H. pylori no estômago.  Em situações especiais pode-se ainda detectar a presença de H. pylori através da presença de anticorpos no sangue e nas fezes.
 


Apoio Científico